GUIA DA TEMPORADA – Bobby Portis

Provavelmente o jovem com maior potencial do Chicago Bulls, Bobby Portis tende a crescer cada vez mais após ótima temporada de rookie.

Situação Contratual (via Spotrac):

portis

  • Em 2019, o jogador é agente livre restrito e o valor que consta na tabela é da qualifying offer.

Médias por jogo na temporada 2015/16 (62 jogos): 7.0 pontos, 5.4 rebotes e 0.8 assistências.

Aproveitamentos na temporada 2015/16: FG% .427, 3P% .308 e FT% .727. (via Baskteball Reference)

A diretoria do Chicago Bulls surpreendeu a todos quando selecionou Bobby Portis na 22ª escolha do Draft de 2015. O garrafão já estava formado (Mirotic, Gasol, Gibson e Noah) e o ala-pivô inicialmente não teria espaço na rotação chicagoana. Gar Forman, GM do Bulls, disse que não poderia deixar passar um talento tão grande como Portis, mesmo sabendo que o time carecia de um armador.

Com a versatilidade ofensiva e a raça apresentada na Summer League de 2015 e pré-temporada de 2015/16, Portis caiu nas graças da Bulls nation. Ao vê-lo fora da rotação na temporada regular, a torcida de Chicago criou a campanha “#FreeBobbyPortis”, pedindo ao técnico Hoiberg que desse minutos ao novato. Na primeira chance que teve, no final de dezembro, quando Pau Gasol foi poupado, Bobby Portis destruiu: fez 20 pontos, 11 rebotes e conseguiu arrancar a declaração “vou ter que dar um jeito de colocar esse menino na rotação” de Fred Hoiberg. Dito e feito. Após aquela noite, Portis jogou todas as partidas. Foi titular 4 vezes e fez 6 double-double´s na temporada.

Bobby Portis é o jogador “faz tudo”. Deu para perceber isso logo de cara. Ele arremessa, joga no post, movimenta-se muito bem para a sua altura, sabe defender tanto dentro como fora do garrafão e tem a raça e energia necessárias para contagiar o United Center. O camisa #5 não chegou fisicamente pronto para a NBA, o que é normal, mas está trabalhando nisso. Até demais. Foi relatado que após uma noite ruim nos arremessos, assim que terminou a partida, Bobby foi “puxar ferro” na academia, lembrando Dennis Rodman, que também fazia isso. Todo esse esforço já está dando resultado. Ele esteve muito mais à vontade nas jogadas com contato na Summer League 2016, campeonato o qual ele foi eleito ao time ideal, carregando o Bulls ao (hepta) título. Veja abaixo os melhores momentos dele na SL.

Nikola Mirotic deve ser o titular na posição 4, mas não é difícil de imaginar Bobby Portis conquistando seu lugar no quinteto inicial ao longo da temporada. Com mais experiência depois de uma temporada de rookie ao lado de grandes centers como Noah e Gasol e um título da Summer League, as expectativas em relação a Bobby Portis são as melhores possíveis. Um ponto para ficar de olho é seu jogo de costas para a cesta. Ele mostrou na temporada regular que tem uma boa base no post e apresentou sinais de desenvolvimento na Summer League.

E você, torcedor, o que espera do Bobby Portis para a próxima temporada?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: