Resumo Semanal: Bulls sai vitorioso de back-to-back

Depois da vitória contra o Indiana Pacers, o Chicago Bulls teve seis dias de descanso e voltou às quadras para jogar duas partidas em dois dias, o famoso back-to-back. As duas vitórias foram “de virada”, mas elas tiveram contextos e destaques diferentes.

Cleveland Cavaliers 108 x 118 Chicago Bulls – 14/10/2016

Na partida contra o Cavaliers, o Bulls enfrentou um time que estava em uma situação jamais vista anteriormente na pré-temporada. Todos os jogadores do elenco principal da equipe de Ohio (LeBron James, Kyrie Irving, Kevin Love, Tristian Thompson e vários outros) foram poupados e nem viajaram para Chicago. Assim, o jogo era uma oportunidade para os jogadores que não têm contrato garantido mostrarem seu valor. Eles, como deveria ser, entraram com sangue nos olhos e dispararam na liderança logo no começo da partida. O placar chegou a estar 18-6 para o Cavs em um momento do primeiro quarto. O quinteto inicial, que estava formado por Rajon Rondo, Dwyane Wade, Doug McDermott (Jimmy Butler foi poupado), Taj Gibson e Robin Lopez apresentou uma defesa preguiçosa, digna de pré-temporada, e um ataque com pouca movimentação. Wade, junto com algumas peças da segunda unidade, “segurou a barra” no segundo quarto para que a coisa não ficasse ainda pior. Ele protagonizou belos lances, que comprovam que o texto “Dwyane Wade e o vinho” faz total sentido. Os times foram para o intervalo com o placar de 63 a 54 para o Cleveland Cavaliers.

O terceiro quarto foi o melhor período do Bulls na partida. Nesses 12 minutos, o time levou a melhor sobre o Cavs (parcial de 36 a 21) e virou a partida. Rajon Rondo foi o principal responsável pela reação. O armador estava “pegando fogo”: matou bola de três, fez cesta mesmo sofrendo falta e é claro, serviu muito bem seus companheiros. No último quarto, o Bulls tinha o jogo dominado e conseguiu administrar e aumentar a vantagem com os reservas. É destacável a mudança de postura de Nikola Mirotic. O ala-pivô voltou a jogar de costas para a cesta, coisa que fez muito bem em 2014/15 e havia deixado de lado em 2015/16. Paul Zipser, o rookie que foi selecionado na segunda rodada surpreendeu a todos com sua confiança, técnica e físico. Ele fez 18 pontos com uma ótimo aproveitamento. O fator decisivo para essa vitória do Bulls foram os rebotes, quesito que promete ser um dos pontos fortes da equipe. Sete atletas pegaram 5 ou mais rebotes na partida, o que contribuiu para que o Bulls vencesse essa batalha: foram 60 rebotes de Chicago contra apenas 26 de Cleveland.

Destaques do jogo: 

Rajon Rondo com 20 pontos, 6 rebotes e 6 assistências.

Taj Gibson com 18 pontos, 11 rebotes e 2 assistências.

Paul Zipser com 18 pontos, 5 rebotes e 2 assistências

Chicago Bulls 107 x 86 Milwaukee Bucks – 15/10/2016

No segundo jogo do back-to-back, Fred Hoiberg decidiu poupar Rajon Rondo, Dwyane Wade, Jimmy Butler e Taj Gibson. Assim, o quinteto titular foi composto por Jerian Grant, Isaiah Canaan, Paul Zipser, Bobby Portis e Cristiano Felício. A partida começou equilibrada, mas na metade do primeiro quarto o Bucks disparou na liderança. A defesa chicagoana não tinha resposta para a força e versatilidade de Giannis Antetokounmpo, que deitou e rolou para cima do rookie Paul Zipser. No outro lado da quadra, o Bulls criava bons arremessos, mas não conseguia convertê-los. Isso durou pelo restante do segundo tempo, que acabou 60 a 43 para o Milwaukee Bucks.

Na segunda etapa, a postura defensiva do Bulls mudou. Ao contrário do primeiro tempo, Chicago já não permitia arremessos livres, frutos de desatenções (principalmente de McDermott e Canaan). Cristiano Felício, que não tinha contribuído muito até então, teve um bom desempenho nos dois garrafões: pegou muitos rebotes defensivos e pontuou perto da cesta. O terceiro quarto teve uma parcial de 27 a 19 para o Bulls, que encostou logo no começo do último período, com duas bolas de três de Doug McDermott e uma de Isaiah Canaan. Depois que assumiu a liderança, os reservas do Bulls só aumentaram a diferença, que terminou sendo de 11 pontos.

Destaques do jogo:

Isaiah Canaan com 25 pontos, 5 rebotes e 4 assistências.

Doug McDermott com 22 pontos e 5 rebotes.

Jerian Grant com 13 pontos e 7 assistências.

Com essas duas vitórias, o Chicago Bulls passa a ter uma campanha positiva na pré-temporada. São três vitórias e duas derrotas. Os próximos dois jogos da equipe (vs Hornets e Hawks) são também os últimos dois jogos da pré-temporada. Após essas partidas, será gravado um podcast para discutir as atuações do Bulls e fazer uma previsão da temporada. Fiquem de olho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: