#ThankYouSager

Na última quinta-feira (15), faleceu o jornalista Craig Sager (foto), vítima de leucemia.

craig-sager-michael-jordanQuem acompanha NBA há algum tempo, o conhece por suas transmissões nos jogos da TNT americana e seus ternos extravagantes, mudando a cada jogo. Não só na quadra como nos campos de beisebol. Sim, Sager também fazia uma ponta nos jogos da MLB, pela TBS, na pós-temporada do beisebol (ele era torcedor dos Cubs, atual campeão da liga).

A foto que ilustra o título desse post foi no dia 5 de Março de 2015. Nesse dia, Craig retornava às atividades perto de sua cidade natal (ele é natural de Batavia, cidade vizinha a Chicago, Illinois, e também era torcedor dos Bulls) depois de batalhar 11 meses contra a leucemia. “Eu tenho muito amor pelo meu Chicago Bulls”, disse antes da partida ao repórter Nick Friedell, da ESPN Chicago. Link da matéria aqui.

O duelo em si era entre Bulls e Thunder. Chicago brigando para ficar entre os primeiros do leste e OKC brigando por vaga no oeste, Westbrook em alta (4 triplos-duplos seguidos) e sem Durant, que só voltaria a jogar na temporada seguinte. Foi um jogão, que será lembrado pela cesta decisiva de um herói improvável: E’Twaun Moore.

Antes disso tudo acontecer, Craig foi homenageado no telão do United Center durante o primeiro pedido de tempo da partida. Com imagens de sua recuperação e momentos em Chicago, foi aplaudido de pé pelos torcedores presentes ao ginásio. E não parou por aí. Benny The Bull o presenteou após o vídeo com um terno com as cores do Bulls. E Sager foi com esse terno até o final da partida.

Nesse ano, outra justíssima homenagem ao repórter aconteceu: durante toda a sua carreira, ele jamais havia feito a cobertura dhas Finais da NBA. Isso veio ao fim na última decisão. ESPN/ABC (detentora dos direitos das Finais da NBA) e TNT entraram em comum acordo e Sager assinou um contrato do de um dia para fazer parte da transmissão de um jogo da final da NBA (era o jogo 6 entre Cavaliers e Warriors e deu Cleveland). “Por que diabos você fica 30 e tantos anos sem fazer um jogo das Finais?”, questionou LeBron James na entrevista pós-jogo. Essa seria a última entrevista de quadra de Sager.

2016_espy_awards_-_show-0d6ceNo dia 13 de julho, Sager recebeu o Jimmy V Perseverance Award (prêmio dado para quem faz parte do mundo do esporte, seja jogador, técnico, jornalista, que vence grandes obstáculos com perseverança e determinação), no 2016 ESPYS Awards (o “Oscar” do esporte). No discurso, uma frase ficou marcada:

“O tempo é algo que não pode ser comprado, não pode ser apostado com Deus e não está em oferta. O tempo é simplesmente como você vive a sua vida”.

Dois dias antes de falecer, Sager foi introduzido ao Sports Broadcasting Hall of Fame (Hall da Fama dos jornalistas).

cvztuajuiaatfqgDurante os últimos dias, ocorerram várias homenagens de toda a liga. Jogadores vestidos com um de seus “ternos”, palavras de Steve Kerr antes do jogo entre Warriors e Knicks (eles trabalharam juntos na TNT quando Kerr era comentarista), entre tantos vídeos e entrevistas não só de jogadores e técnicos, como de seus colegas de imprensa. Entre tantos nomes, um não pode passar batido: Gregg Popovich, conhecido por suas “gentilezas” nas entrevistas durante os jogos, também falou sobre o seu amigo:

“Em um dia como este, o basquete tem que refletir como todos nós pensamos sobre alguém que era muito original, muito especial. Se você realmente conhecia Craig ou não, você tem a sensação de que ele era uma pessoa especial em várias maneiras diferentes. E agora, eu só sinto por sua família. Falar sobre ele sendo um profissional e bom no que ele fez é um tremendo eufemismo.

Todos nós que o conhecemos, entendemos que esse fato era o que ele era no que diz respeito ao trabalho, mas ele era melhor pessoa do que era um trabalhador – mesmo que ele fosse incrível a esse respeito.

Ele amava as pessoas. Ele gostava do pré-jogo, do pós-jogo. Ele amava todas as pessoas ao seu redor, e todos sentiam isso. Assim, a parte a mais surpreendente dele é sua coragem. O que ele suportou, a luta que ele colocou, a coragem que ele exibiu durante esta situação está além da minha compreensão. Se qualquer um de nós pudesse mostrar a metade da coragem que ele tem de permanecer neste planeta – viver cada vida como se fosse o seu último – estaríamos bem.

Vou sentir muito a falta dele”.

Obrigado pela lição, Craig Sager. #DontGiveUp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: