O interesse do Bulls na classificação do Kings

Pelo andar da carruagem, o Chicago Bulls deve lutar até as últimas partidas da temporada 2016/17 para se classificar aos playoffs. Porém não é só pela classificação do Bulls que a torcida deveria ter interesse, mas também pela classificação do Sacramento Kings. Entenda!

Em 2014, o Bulls optou por trocar Luol Deng. Após ele rejeitar uma proposta de extensão contratual, a diretoria não quis arriscar perdê-lo na Free Agency. Como o contrato expirava meses depois, o valor do ala era baixo, mas pelo menos Chicago receberia algo em troca (ao contrário do que aconteceria numa possível saída na FA). O Bulls mandou Deng para Cleveland e Andrew Bynum, que foi dispensado, duas escolhas de segunda rodada e a escolha protegida de primeira rodada do Kings foram enviadas para a Cidade dos Ventos.

Essa escolha do Kings, a qual o Bulls adquiriu os direitos, era protegida no top 12 em 2014 e no top 10 em 2015, 2016 e 2017. Isso significa que para que a escolha se tornasse do Bulls, ela teria que estar pelo menos na 13ª posição do Draft de 2014 e na 11ª posição dos Draft´s de 2015 e 2016. Caso contrário, o Kings continuaria com ela. E isso que aconteceu. Sacramento teve a 8ª escolha em 2014, a 6ª em 2015 e a 8ª em 2016. 2017 é o último ano para que o Bulls consiga a tão sonhada pick. Se não se concretizar, o time da Califórnia cederá a sua escolha de segunda rodada do mesmo ano (desprotegida).

Os times que se classificam para os playoffs ficam com as últimas 16 escolhas da primeira rodada (a ordem é determinada de acordo com a campanha das equipes). Logo, se o Kings se classificar, o Bulls terá duas escolhas de primeira rodada no Draft de 2017, o qual muitos analistas dizem que é o melhor Draft dos últimos anos.

Mesmo se o Kings não se classificar, existe uma pequena possibilidade de que o Bulls consiga a escolha. Para isso, 10 equipes precisariam ter campanha pior que a de Sacramento (o que é improvável) ou teria que ocorrer um “milagre” na loteria do Draft.

Atualmente, o Kings disputa a oitava e última vaga do Oeste com o Nuggets, Blazers e Pelicans. Liderada por Cousins, a equipe espera quebrar uma seca de 10 anos sem pós-temporada. Gar Forman e John Paxson também.

O Draft é um dos temas da NBA mais difíceis de se entender. Sinta-se à vontade para tirar suas dúvidas, basta nos contatar por Twitter ou Facebook.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: