A instabilidade do Chicago Bulls

Esse texto foi escrito pelo torcedor e leitor, Joelson Teixeira. Se você também gostaria de compartilhar suas opiniões sobre o Bulls no blog, entre em contato conosco!

Que nessa temporada o Bulls está sendo um time muito instável não é nenhuma novidade. Muito se esperava desse time com a chegada de Dwyane Wade, Robin Lopez e Rajon Rondo, e com Jimmy Butler assumindo o posto de Franchise Player. Liderado por Jimmy Butler e com três vitórias nas primeiras partidas, a torcida ficou muito entusiasmada com o time comandado por Fred Hoiberg, que logo após essas três vitorias, tornou-se instável. Quando um time perde as duas para o Dallas Mavericks, três para o Milwaukee Bucks, Minnesota Timberwolves, Los Angeles Lakers e ganha as duas do Cleveland Cavaliers, San Antonio Spurs, Jazz e Portland Trail Blazzers, algo de errado tem aí. Mas qual o motivo desta instabilidade? Vou citar agora alguns argumentos que, para mim, estão sendo os principais responsáveis por este fato.

O BANCO DO BULLS NO COMEÇO
No começo da temporada, após a lesão do armador Michael Carter-Williams, no dia 31 de outubro contra o Brooklyn Nets, o banco do Bulls passou por diversos problemas, tais como: falta de confiança, pouquíssima qualidade, nervosismo, pressão, problemas na rotação; enfim, nossos jogadores não conseguiam jogar, não conseguiam se encontrar em quadra, consequentemente isso resultou em vários derrotas, após atuações ridículas. Houve jogos em que nosso incrível banco não conseguiu marcar mais de 14 pontos.. Também teve a contusão de Doug McDermott para completar o desastre. A lesão de Doug foi no mesmo tempo da contusão de Carter-Williams. Agora este fator não chega a ser um problema, pois com o retorno de Carter-Williams e Doug McDermott, os reservas voltaram a jogar bem e a fazer boas atuações.

NIKOLA MIROTIC
O espanhol Nikola Mirotic vem sendo um ponto muito negativo para o Chicago Bulls. Sua falta de inteligência e sua extrema capacidade de cometer erros vêm comprometendo muitas jogadas e até jogos para a equipe da Cidade dos Ventos. O espanhol tem médias de 9.1ppg, 5.3rpg, 0.8bpg chutando, 38.5%FG, 3p%30.1, FT%76,3. Mirotic parece ter perdido a confiança nos seus arremessos a longa distância, os quais eram umas de suas especialidades e tenta forçar muitas jogadas que acabam em sucessivos erros. Isso não vem agradando os torcedores do Chicago Bulls e a diretoria, que já vem falando de uma possível troca envolvendo Mirotic e Rajon Rondo.

RAJON RONDO
De fato, Rajon Rondo é o pior jogador do Chicago Bulls. Chegando para completar o “Big Three” ao lado de Jimmy Butler e Dwyane Wade, e custando 14MI, logo foi mostrando sua incapacidade de ser um bom armador, tendo médias de 6.7ppg, 5.5rpg, 6.6apg chutando 37%FG, 3p%31.8, FT%56,7. Talvez seja um dos piores de todos os tempos pelo salário que ganha. Rondo sempre foi marcado por suas belas jogadas, infiltrações e passes. Não vemos isso no Chicago Bulls. O que observamos é um jogador medíocre que muitas vezes não sabe o que fazer com a bola, quando tenta fazer suas jogadas bonitas, muitas vezes acaba cometendo erros que comprometem e muito o desenrolar do jogo, sem contar os arremessos completamente sem noção e forçados. Além de todos estes motivos, o temperamento explosivo dele, que juntamente com sua falta de capacidade para cuidar dá bola, foram cruciais para deixá-lo fora da rotação por alguns jogos. O retorno à rotação veio, porém ele está vindo do banco.

FRED HOIBERG
Fred Hoiberg chegou ao Bulls em 2015 sendo uma grande incógnita. Muito se falava de um técnico que não tinha muita experiência e comandava a faculdade de Iowa State. E a nossa diretoria o contratou por longos 5 anos. Na primeira temporada, ele já nos deixou fora dos playoffs, conseguindo incríveis 42-40 e uma incrível decepção. Antes da temporada começar, muito se perguntava: como ele iria conseguir fazer o time com grandes nomes funcionar? Até hoje, ele nos mostra a resposta : NÃO CONSEGUIU. Ele é completamente perdido na sideline, seus timeouts não fazem efeito algum na partida, é vulnerável a tomar grandes corridas, e não consegue esboçar qualquer reação com diferença no placar de 10 pontos ou mais. Ele ainda não encontrou sua rotação, não consegue ter uma boa sequência de vitórias e outros fatores que você pode acompanhar aqui.

DIRETORIA
Por último, mas não menos importante, tem a nossa querida diretoria, Gar Forman e John Paxson, cujos sucessivos erros vêm nos decepcionando muito ao longo dos anos. Parece que eles não estão nem aí para os torcedores da franquia Bulls, parece que eles não enxergam a indignação dos torcedores, a situação patética que o Bulls se encontra. Eles não conseguem enxergar o peso em quadra chamado Rajon Rondo e Nikola Mirotic. A situação é essa que estamos passando 24-25 e uma instabilidade absurda, e eles não movem um dedo para tentar mudar esta situação…

Infelizmente, corremos o risco de ficar de fora dos playoffs novamente, em virtude destes flagrantes fatores. Ficar fora dos playoffs por duas vezes consecutivas não ia ser nada agradável para um time como o Chicago Bulls.

Sigam @bucketsbr no Twitter.

Anúncios

2 comentários em “A instabilidade do Chicago Bulls

Adicione o seu

  1. Boa a análise, mas eu ainda destacaria, do lado técnico, duas fraquezas do Bulls: carência no arremesso de três pontos e má marcação do perímetro. Talvez isso pudesse ser remediado se o Bulls contratasse um armador que pudesse, ao mesmo tempo, marcar bem e arremessar de três.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: